"O Feio" entra em cartaz este mês no Galpão Cine Horto

Em circulação no Brasil, “O Feio”, do autor alemão Marius Von Mayenburg, será apresentado nos dias 31 de outubro, 1 e 2 de novembro, no Galpão Cine Horto, em Belo Horizonte. A Cia traz, ainda, Workshop de Vivência Artística.
   
“Até onde o culto à beleza é aceito?” “Qualidades físicas podem ajudar na ascensão social?”. Essas são algumas das reflexões propostas pelo espetáculo “O Feio”, da Ato Cia Cênica, que será apresentado nos dias 31 de outubro, 1 e 2 de novembro, no Galpão Cine Horto. O grupo também irá ministrar um workshop, aproximando o público do processo de criação e outras temáticas de seu trabalho.

Do autor alemão Marius Von Mayenburg, a peça tem direção de Mirah Laline. O elenco é composto pelos atores Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues. A comédia tem como protagonista um personagem que recorre à cirurgia plástica para ascender em uma sociedade marcada pelo consumo. A sátira social proposta pelo autor se concretiza por meio de uma encenação fiel às indicações do texto, nas quais cenas rápidas, entreatos multimidiáticos, transgressão sexual e de gênero, são misturadas com doses precisas de violência psicológica, nas quais o personagem se enreda, cada vez mais. Sobre o palco, influências da pop art e elementos da Performance Art.

A Cia irá apresentar, nos dias 1 e 2, um “Workshop de Vivência Artística”, gratuito com o objetivo de promover troca de experiências com o público. Os dois dias serão divididos em três temáticas. São oferecidas 20 vagas. As inscrições podem ser feitas pelo email: atociacenica@gmail.com. Outras informações estão disponíveis no site: www.atociacenica.com.

O espetáculo “O Feio” foi contemplado pelo prêmio Funarte Myriam Muniz de circulação.

Sinopse “O Feio”: Eu continuo sendo eu se me vejo como outro? O Feio é uma ousada comédia do dramaturgo alemão Marius Von Mayenburg. A obra se propõe a refletir sobre o culto à beleza e à autenticidade na sociedade de consumo. Privado do sucesso profissional por ser feio, Lette encontra na cirurgia plástica a solução para ascender socialmente. Uma sequência de fatos, porém, o deixa perdido em indagações acerca de sua própria identidade.

Sobre a Cia - A ATO Cia. Cênica foi instituída em Porto Alegre - RS, no ano de 2011, logo que um grupo de estudantes da UFRGS reuniu-se para montar o texto “O Feio” - obra do dramaturgo alemão Marius Von Mayenburg. A ousadia de trabalhar um texto ainda sem tradução do alemão e de apresentá-lo in process chamou atenção ao potencial criativo destes artistas, os quais, rapidamente, ganharam espaço no meio teatral universitário e seguiram firmando-se, para além dele, no circuito profissional do Rio Grande do Sul. Em julho de 2012, a ATO Cia. Cênica realizou uma temporada no Instituto Goethe de Porto Alegre. No mesmo semestre, participou com “O Feio” do Projeto Descentralização, no 19º Porto Alegre em Cena.

O espetáculo também integrou o projeto Circuito Universitário DAD - SESC, realizando apresentações no interior do Rio Grande do Sul. Em outubro, o grupo realizou temporada de três semanas na Sala Álvaro Moreyra, pela Secretaria Municipal de Cultura, consolidando ”O Feio”, já no primeiro ano de temporadas, como um dos espetáculos de melhor recepção de público na cena teatral riograndense e, a ATO Cia. Cênica, como um grupo promissor de jovens artistas.

Indicações e Premiações “O Feio”

Em 2012, a ATO Cia. Cênica recebeu indicações em nove das doze categorias do Prêmio Açorianos: Melhor Figurino, Melhor Iluminação, Melhor Cenografia, Melhor Trilha Sonora, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator, Melhor Direção e Melhor Espetáculo. “O Feio” sagrou-se vencedor nas categorias de Melhor Espetáculo pelo Júri Oficial e Melhor Ator Coadjuvante ao ator Paulo Roberto Farias, recebeu também o Troféu RBS Cultura de Melhor Espetáculo pelo Júri Popular. A empatia com o público, o entusiasmo da crítica e o sucesso de bilheteria foram imediatos, e vieram consolidar “O Feio” como espetáculo de destaque na cena teatral gaúcha. Em 2013, a montagem foi contemplada com o Prêmio de Teatro Myriam Muniz, na categoria Circulação.

Sobre a equipe de “O Feio”

Mirah Laline. . Atriz, Diretora e Produtora Cultural. Formada em Direção Teatral pela UFRGS, 2013. Atuou em cinco curta-metragens e dez espetáculos teatrais, dos quais se destacam os premiados O sobrado Incidente em Antares pelo Grupo Cerco, dir. Inês Marocco, e o curta-metragem Aurora, dir. João Gabriel de Queiroz. Dramaturga do espetáculo Fora de Nós, dir. Kalisy Cabeda, e integrante da equipe de dramaturgia de O Sobrado (Açorianos de Melhor Dramaturgia, 2009). Dirigiu o espetáculo O Feio (Açorianos de Melhor espetáculo, Melhor ator coadjuvante e Troféu RBS Cultura de Melhor espetáculo pelo Júri Popular, 2012) e a intervenção urbana TRANSPIRO!.

Danuta Zaghetto. Atriz, Professora e Produtora Teatral. Graduanda em Teatro Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua em três grupos de Teatro: Teatro Geográfico, Cia Teatral Una e ATO Cia Cênica. Na ATO Cia Cênica, é atriz e produtora e foi indicada ao Prêmio Açorianos de Melhor Atriz Coadjuvante pelo espetáculo O Feio.

Marcelo Mertins - Ator, professor e graduando no curso de Licenciatura em Teatro da UFRGS. Participou de espetáculos de diversos grupos e coletivos da cidade, entre eles: Miragem (2013 – Indicação ao Premio Açorianos de Melhor Ator Coadjuvante, Prêmio Especial do Júri), Natalício Cavalo ( 2013 - Prêmio Braskem Melhor Espetáculo), ambos pela Cia Rústica de Teatro.

Paulo Roberto Farias. Ator, Escritor. Bacharelou-se em Interpretação Teatral pelo Departamento de Arte Dramática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2013, onde recebeu ainda a Láurea Acadêmica pelo seu desempenho. Recebeu em 2012 o Prêmio Açorianos de Melhor Ator Coadjuvante pelo espetáculo O Feio. Em maio de 2013 lançou seu primeiro livro, a novela A tessitura da noite, pela Editora Multifoco.
Rossendo Rodrigues. Ator, bailarino, diretor, produtor e pesquisador teatral. Recentemente agraciado com o Prêmio Açorianos de Melhor Ator, em 2013, pelo espetáculo “Natalício Cavalo”. Bacharel em Teatro pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), mestrando no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da mesma universidade. Protagonizou alguns dos espetáculos gaúchos mais expressivos e premiados dos últimos anos.

Luciana Tondo. Iluminadora, atriz, produtora e pesquisadora. Formada em Teatro – Licenciatura pela UFRGS, em 2012, e Mestranda em Artes Cênicas pelo PPGAC – UFRGS. Coordenadora do Núcleo de Pesquisa BECKETT-WE, na cidade de Canoas. Executou a iluminação do espetáculo “O Feio”.

Manu Goulart. Atriz, Pesquisadora e Operadora de Som. Graduanda de Bacharelado do Curso de Teatro da UFRGS. Integrante da equipe criativa da ATO Cia. Cênica e do Coletivo TRANSPIRO!. Recentemente esteve no elenco do espetáculo de Intervenção Urbana “TRANSPIRO!” e na operação do som de “O Feio”. 

Mauricio Casiraghi. Encenador e Artista Audiovisual. Formado em Direção Teatral pela UFRGS em 2013, Maurício é colaborador de diversas companhias de artes cênicas de Porto Alegre como a ATO Cia. Cênica, Cia. Rústica de Teatro e Cia. Espaço em Branco. Dirigiu 3 espetáculos universitários, entre eles “Liquidação”, indicado pelo Prêmio Revelação de Melhor Direção no ano de 2013. Foi responsável pela criação audiovisual de 8 espetáculos profissionais, entre eles “O Feio”, e “Natalicio Cavalo”, Melhor espetáculo pelo Prêmio Braskem 2013.

Ficha Técnica
Direção: Mirah Laline
Autor: Marius Von Mayenburg
Elenco: Danuta ZaghettoMarcelo MertinsPaulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues.
Figurinos: Marina Kerber
Criação de Luz: Lucca Simas e Luciana Tondo
Operação de Luz: Luciana Tondo
Cenografia: o grupo
Vídeos: João de Queiróz e Maurício Casiraghi
Operação de vídeos: Maurício Casiraghi
Trilha sonora pesquisada: Mirah Laline
Operação de som: Manu Goulart
Produção: Danuta ZaghettoLuciana Tondo Mirah Laline
Classificação etária: 16 anos
Duração: 1h30min
Serviço:

Ato Cia Cênica de Porto Alegre estreia espetáculo na capital -  O Feio
Período: 31 de Outubro, 1 e 2 de Novembro
Horário: 20h (sexta e sábado) 19h (domingo)
Local: Galpão Cine Horto
Endereço: Rua Pitangui, 3613 – Bairro Horto
Ingressos: R$ 20,00 (inteira), R4 10,00 (meia)

“Workshop de Vivência Artística
Período: 1 e 2 de Novembro
Horário: 9h às 16h (sábado); das 13h às 16h (domingo)
Local: Galpão Cine Horto
Endereço: Rua Pitangui, 3613 – Bairro Horto
Inscrições pelo email: atociacenica@gmail.com
Informações pelo site: www.atociacenica.com
Gratuito

Comentários

Postagens mais visitadas