GIRAU estréia novo show inspirado em tragédia grega As Bacantes


Grupo fará quatro apresentações em setembro com gravação de CD e DVD ao vivo

Conhecer a complexidade de uma tragédia grega por meio da mistura de sons e movimentos. Essa é a proposta do novo show do grupo GIRAU, intitulado “!Evoé Música para ser vista”, que conta a história da grande obra “As Bacantes”, do dramaturgo ateniense Eurípides. O trabalho, que será lançado no Spetáculo Casa de Artes, contará com apresentações nos dias 16 e 17, integradas ao Festival de Artes Transversais (Festival Transborda), e outras duas nos dias 23 e 24 de setembro.

As dez músicas do espetáculo, de autoria da cantora e compositora Amanda Prates, foram inspiradas em temas expostos na obra, contadas de forma aleatória, possibilitando a criação de outra história. Todos os detalhes do espetáculo foram pensados pelo grupo de forma cuidadosa. A encenação dialoga com elementos como o feminino, a loucura e a ironia, que se evidenciam tanto na expressividade e presença dos músicos, quanto na sutileza e vigor das peças musicais. “Essa tragédia apresenta na sua estrutura um 'crescendo' muito estimulante para a criação musical. Sem falar nas estruturas das ações, os ritmos das palavras e as imagens, que emergem do texto de forma inspirada e estarão presentes nas composições e execução do show. Vale destacar também que a cada dia descobrimos um pouco de Bacco, seja em seus conflitos ou em suas evocações bárbaras. Está sendo uma experiência singular.”, conta Amanda.

Para desenvolver o projeto, o grupo GIRAU se aprofundou em pesquisas para compreender melhor a essência dessa tragédia e suas características empíricas, conforme explica a percussionista Gabriela da Costa: “Em 2009, escrevemos o projeto e, no ano seguinte, ele foi aprovado. Vimos a oportunidade do GIRAU passar tanto por um processo de criação quanto de formação. Em Outubro de 2010, demos início ao processo de pesquisa. Muita leitura e perguntas foram levantadas. O nosso desafio é mostrar às pessoas as impressões e imagens que extraímos de todo o processo. Uma música que tem a consciência que está sendo vista e ouvida.” O público terá a oportunidade de ver um GIRAU mais maduro, em um show que conta com música de qualidade e traços fortes de dramaturgia.

A trajetória – O grupo GIRAU foi se formando aos poucos. Dos shows em bares, colegas de faculdade e indicações, os músicos foram se conhecendo e percebendo em comum o amor pela música. Desses encontros, além dos trabalhos de qualidade, surgiram a cumplicidade e uma grande amizade, que são algumas de suas marcas registradas. Hoje, a formação do GIRAU conta com sete integrantes, são eles: Amanda Prates (voz e composição), Marcela Nunes (flauta transversal), Larissa Mattos (violoncelo), Junim Ribeiro (violão), Bruno de Oliveira (contrabaixo), Gabriela da Costa (percussão) e Daniel Guedes (percussão). A coordenação e produção do grupo são feitas por Amanda Prates e Gabriela da Costa. Todos se envolvem no processo de criação dos projetos, que vai desde a escolha dos temas, passando pela elaboração dos arranjos, até a execução do show.

A grande estréia do GIRAU foi em 2009, com o show “GIRAU”, na Fundação de Educação Artística- BH. O repertório foi composto por canções populares brasileiras, como samba, baião, valsa e chorinho. De lá pra cá, os músicos não param de surpreender com sua performance dotada de muita criatividade e talento musical.

Serviço:
Grupo GIRAU estréia novo show inspirado em tragédia grega
Datas: 16, 17, 23 e 24 de setembro (sextas e sábados)
Horário: 21 horas
Local: Spetáculo Casa de Artes
Endereço: Rua Pouso Alegre, 1568 Santa Tereza
Ingressos: R$ 10,00

Confira a programação completa do Festival Transborda:

Comentários

Postagens mais visitadas